A eficiência do calcário na alteração da acidez do solo baseia-se principalmente no tamanho de partícula (RE) e no valor de neutralização da rocha moída (PN), mas a origem da rocha também pode afetar sua reatividade. O objetivo deste trabalho foi avaliar, em condições controladas, a eficiência da reatividade das rochas calcárias sedimentares de diferentes granulometrias na neutralização da acidez do solo. O experimento foi conduzido com solo argiloso e arenoso, e os tratamentos consistiram de quatro amostras de calcário sedimentar (com os mesmos valores de poder de neutralização, mas com diferentes granulometrias), duas amostras de calcário metamórfico e um controle não tratado.

Nos primeiros meses de incubação, os calcários sedimentares demonstraram maiores habilidades de melhora do solo do que os calcários metamórficos, mas depois de um período de tempo todas as amostras utilizadas no estudo alcançaram o objetivo de neutralizar a acidez do solo aos valores desejados: uma saturação de base (V%) de 70% e um pH > 6,0. Nos calcários sedimentares, a disponibilidade de cálcio (Ca) e magnésio (Mg) foi mais estreitamente relacionada aos níveis de óxido de cálcio (CaO) do material do que ao tamanho das partículas. Os resultados deste estudo sugerem que a equação atualmente utilizada pode subestimar a reatividade de certas pedras calcárias.

 

Autores: Rogério P. Soratto, Carlos A. C. Crusciol, Adalton M. Fernandes, Heitor Cantarella, José A. Quaggio & Godofredo C. Vitti

 

Related Posts

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments